Business Intelligence: o que é, como funciona e vantagens do BI

conheça e aprenda as diferentes aplicações do business intelligence

O Business Intelligence é a estratégia de negócios de uma empresa associada à coleta de dados e análises que direcionem as decisões.

Com o acesso constante às tecnologias, as instituições que tomam decisões baseadas nos dados saem na frente com os consumidores.

A explicação é bem simples: quando uma organização entende as preferências do seu público a partir de estatísticas reais, é muito mais simples investir em estratégias e tomar decisões efetivas.

Sabendo disso, acompanhe este conteúdo e entenda o que é Business Intelligence e como ele funciona para as instituições, contribuindo com um gerenciamento inteligente.

Conheça as soluções completas da Yssy para Serviços Gerenciados

O que faz o business intelligence?

Tomar decisões baseadas no senso comum nem sempre funciona e dificilmente traz os resultados esperados. O business intelligence, por outro lado, explora diversos aspectos estatísticos para auxiliar essa tomada de decisão.

Trata-se de uma combinação de diversos fatores com o intuito de otimizar as ações internas e externas da empresa. A inteligência empresarial — em uma tradução para o português — combina:

  • análises empresariais;
  • mineração e visualização de dados;
  • ferramentas para a coleta e gestão de dados;
  • infraestrutura de dados;
  • recomendação de boas práticas — para a tomada de decisão das empresas.

Sendo assim, ao se perguntar o que é business intelligence, é importante relacioná-lo aos dados e à interpretação deles, contribuindo para a tomada de decisões de uma empresa.

O BI, portanto, é um conjunto de ações tomadas que compõe uma estratégia embasada em dados. Assim, as atividades são pensadas e planejadas analiticamente, otimizando seus resultados.

Qual a importância do business intelligence para a empresa?

Com o grande volume de dados que circulam a internet e outros meios, tornou-se possível avaliar uma abundância de informações.

Desta maneira, as instituições passaram a adaptar os dados coletados e otimiza-los para entender melhor as necessidades do consumidor. Sabendo o que é business intelligence, é preciso entender um pouco mais sobre o seu valor para as empresas.

Clive Humby, matemático especialista em dados fez uma afirmação famosa, e que exemplifica muito bem o valor dos dados para o BI: “Os dados são o novo petróleo”.

A alta valorização dos dados se dá devido à imensa capacidade de acerto que eles proporcionam nas ações tomadas. Com base nas informações extraídas, já não há a necessidade de realizar tentativas e erros em ações de marketing ou vendas, por exemplo.

Como as estatísticas já dizem muito sobre o comportamento do público, é possível direcionar uma estratégia embasada nessas informações.

Assim, não só a empresa atinge melhores resultados, como também o consumidor encontra uma opção mais satisfatória. O business intelligence, portanto, norteia as ações da empresa, com base em dados reais e precisos.

As ferramentas de BI, por sua vez, auxiliam o processo de interpretação. Isso porque de forma desorganizada, é muito mais difícil extrair informações estratégicas dos dados.

Com o auxílio destas ferramentas, a coleta e transformação destes dados em informações é simplificada, facilitando sua interpretação.

Quais as principais subdivisões do BI?

Mas afinal, o que é business intelligence quando divido em processos? O BI é dividido em diversas atividades, para o gerenciamento correto dos dados em questão. Acompanhe suas subdivisões:

1. Análise estatística

A análise estatística consiste na avaliação de dados de situações passadas já registradas. Com as informações quanto ao sucesso ou não de decisões anteriores, é muito mais simples definir qual ação será tomada. Para exemplificar:

  1. Diversas filiais promoveram uma promoção;
  2. Em algumas, o resultado foi superior em 200% em comparação com as outras;
  3. A coleta de dados permitiu identificar os aspectos que motivaram o sucesso dessa parcela de filiais;
  4. A partir de uma comparação, é possível notou-se que 80% das filiais que tiveram sucesso na promoção estavam localizadas na região sudeste.
  5. Assim, é possível perceber que o local influenciou o sucesso da ação;
  6. Em promoções futuras, a empresa pode adaptar melhor a promoção para as regiões nas quais não obteve o resultado esperado.

Essa análise também é feita no business intelligence para que se identifique novas tendências de mercadológicas. O gestor que possui a especialidade em negócios pode, portanto, adotar estes dados para auxiliá-lo na tomada de decisão em atividades futuras.

gere relatórios para gestão com business intelligence

2. Geração de relatórios

Os dados que permitirão análise precisam ser unificados em relatórios que permitam sua comparação. Por isso, o business intelligence gera relatórios que reúnem informações que facilitem os insights com os dados.

Os relatórios também são fundamentais para a comparação posterior das métricas. Por isso, trata-se de uma etapa do business intelligence, o que é essencial para o sucesso do monitoramento.

3. Preparação de dados

Trata-se de um processo útil antes que se inciem as análises. A preparação de dados envolve diversas fontes, além de uma categorização e outras categorizações que facilitem a análise.

A preparação de dados é importante para que a procedência seja identificada, bem como outros fatores que influenciam as informações. Assim, no momento de realizar a análise é possível garantir maior precisão nas conclusões.

4. Análise descritiva

A análise descritiva no business intelligence envolve relatórios de dados passados para ser possível compreender os resultados atingidos. Assim, é possível também observar situações nas quais resultados diferiram e compará-las.

Essa análise, portanto, é feita relacionando dados, organizando-os e documentando as descrições das informações extraídas.

5. Mineração de dados

Os conceitos de machine learning (aprendizado de máquina), banco de dados e outras estatísticas compõe a mineração de dados.

Trata-se do processo no business intelligence que reúne grandes conjuntos de dados para a revelação de tendências e resultados.

6. Benchmarking e métricas de desempenho

A identificação de métricas relevantes dentre os dados coletados é importante para estabelecer um benchmarking. Trata-se do processo de comparar e acompanhar medições importantes para a decisão tomada.

Para acompanhar o progresso das métricas ao longo do tempo e compará-las, é comum utilizar painéis. A partir deste monitoramento, é possível ter maior controle sobre as atividades e resultados gerados ao longo dos processos.

análise visual no BI

7. Análise visual

O cérebro humano possui uma capacidade imensa de compactar e armazenar imagens. Por isso, o business intelligence é composto também por análises visuais, de forma a facilitar a interpretação e otimizar as análises.

Para isso, é comum a utilização de gráficos, mapas de calor, relatórios ilustrados e diversas outras ferramentas visuais. Assim, a informação pode ser retida e interpretada de maneira mais rápida, possibilitando a extração de informações mais complexas e amplas.

As comparações também podem ser feitas de maneira muito mais ágil a partir de uma análise visual. Os gráficos tradicionais, de linhas, possibilitam a análise de um período extenso com uma simples leitura.

Quais as principais vantagens do BI?

Tendo entendido o que é business intelligence e suas subdivisões, é importante também entender as vantagens que o BI oferece. A partir dos processos que citamos, uma empresa:

Evita falhas

Ao invés de tomar decisões e exerce-las a partir de tentativa e erro, a instiuitção pode comparar atitudes já tomadas e seus resultados. Desta maneira, é possível escolher o que melhor funciona e evitar, assim, problemas causados por falhas documentadas.

A partir da coleta de dados também é possível otimizar processos internos. Consequentemente, a empresa identifica e corrige falhas antecipadamente, diminuindo as chances de erros. Além disso, é possível melhorar o controle de tempo e atividades.

Aumenta a lucratividade

Com um maior direcionamento de decisões e embasamento nelas, é comum que se promova maior rentabilidade na empresa. A diminuição de falhas também possibilita menores gastos, e consequentemente a organização encontra uma maior lucratividade.

Novamente, a possibilidade de utilizar dados reais como base para as atividades permite maiores resultados rentáveis. Por isso, é comum que empresas que adotam o business intelligence aumentem suas margens de lucro.

Organiza e otimiza processos internos

A própria administração de uma empresa pode ser beneficiada pelos processos de BI. Isso ocorre devido à coleta de dados sobre os próprios processos internos, facilitando insights de melhora, por exemplo.

Além disso, o Business Intelligence as ações são mais direcionadas aos resultados. Dado que é possível identificar as atividades que melhor performam, com o tempo os processos internos da instituição podem ser otimizados e gerar ainda mais resultado conforme as métricas estabelecidas.

Desta maneira, evita-se o desperdício de tempo, materiais e profissionais. As ações que representam gastos maiores também podem ser substituídas por opções mais rentáveis que representem melhor retorno e aproveitamento.

Tomar decisões baseadas em dados

Essa vantagem fica implícita quando entendemos o que é business intelligence. Isso porque o processo de coleta e análise dos dados é feito para transformá-los em informações e, seguidamente, em decisões.

Assim, as decisões tomadas pelos gestores e demais profissionais são orientadas pelos próprios consumidores, que geram estes dados. O resultado, portanto, é que o BI norteia as decisões empresariais, potencializando sua precisão.

Aumento da rentabilidade

Ao ser associado ao Big Data (o volume de dados coletados), o BI pode identificar os consumidores e produtos mais assíduos na receita da instituição. Desta maneira, é possível direcionar a estratégia a eles.

O resultado, portanto está relacionado ao aumento da rentabilidade e lucratividade da instituição.

Quais as maiores tendências de BI dos últimos anos

Além da otimização de campanhas e vendas, o BI apresenta tendências para os mais diversos campos empresariais.

O uso de tecnologias como Machine Learning e Inteligência Artificial, por exemplo, melhora o desempenho das ferramentas tecnológicas da instituição. A tendência torna as tecnologias mais inteligentes e adaptáveis a cada empresa.

A inteligência artificial, por sua vez, é responsável por aperfeiçoar produtos desenvolvidos pela empresa conforme as preferências do consumidor.

O BI também representa tendências focadas na análise histórica da instituição. O machine learning faz com que os acontecimentos previamente registrados contribuam para ações futuras.

Desta maneira, quanto maior o histórico registrado pela instituição, melhor a precisão das previsões desenvolvidas. A consulta de dados do mercado também pode ser feita, ampliando a competitividade das organizações.

Quem não aplica um BI adequado em sua empresa, portanto, pode acabar ficando para trás. Essa tendência também implica nas novas oportunidades de negócio, já que as instituições estarão cada vez mais alinhadas com o consumidor.

O BI também está promovendo maior interatividade entre os setores das empresas. Considerando a grande necessidade de estratégias multidisciplinares para atingir resultados, torna-se necessário contar com gestores intersetoriais.

Outra tendência que explorada ao buscar profundamente pelo que é business intelligence é a segurança de dados. Com o grande poder das análises e comparações, torna-se essencial proteger estas informações com sigilo.

Isso porque um vazamento de dados pode comprometer as estratégias da instituição, e até mesmo sua confiabilidade. Portanto, a segurança de dados se tornou indispensável quando o assunto é BI.

Empresas especializadas em BI

Entender o que é business intelligence é fundamental para uma empresa, dada sua capacidade de promover um negócio. Por isso, surgiram empresas especializadas em BI com o intuito de facilitar sua aplicação interna.

Isso porque para implementar um bom business intelligence é fundamental contar com as ferramentas adequadas para coletar dados e gerar relatórios funcionais. A Yssy é uma empresa especialista que oferece este serviço para outras instituições.

Assim, é possível monitorar as principais métricas de um negócio sem precisar empenhar tempo com o desenvolvimento de ferramentas.

Contar com um BI adequado é essencial para escalar uma instituição e mantê-la atualizada no mercado. Tendo entendido o que é business intelligence, é possível adotá-lo e desenvolvê-lo na empresa.

Com o BI e Business Analytics da Yssy, transformamos dados em informações úteis para o seu negócio!

o que é business inteligence e para que serve

Conclusão

Entender o que é business intelligence é o primeiro passo para uma estratégia adequada de crescimento em uma empresa. O BI é um conjunto de processos muito recente no mercado, já que a coleta de dados se tornou muito mais simples.

Por isso, muitas empresas precisam se reinventar e passar pela adaptação ao consumidor a partir de uma estratégia embasada e direcionada. A solução é associar os dados, transformando-os em informações e seguidamente em decisões de mercado.

Por fim, o monitoramento dos dados pode ser feito para que o gestor se certifique da efetividade da decisão. Desta maneira, é possível ainda otimizar a ação e ampliar seus resultados no mercado.

Tudo é feito com base em fontes diretas coletadas, e isso torna o BI um processo muito mais confiável. Os dados, por sua vez, não mentem em uma análise, tornando a estratégia mais precisa e efetiva.

Ao dominar as ferramentas e entender o que é business intelligence, a empresa pode aplicá-lo e tornar-se mais competitiva. Aplicar essa estratégia, portanto, é um passo fundamental para o futuro do mercado.